Subaru r2

Kaido Racer: Subaru R2 1971 (K12)

Em 1971, o Subaru 360 descontinuado foi substituído pelo Subaru R2 (primeira geração). Este carro não estava destinado a repetir o sucesso de seu antecessor, mas tecnicamente o modelo era significativamente superior ao ancestral.

Em 2003, a Fuji Heavy Industries (proprietária da marca Subaru) apresentou o novo Subaru R2. A aparência do modelo de produção foi precedida por um carro conceito verde apresentado no Tokyo Motor Show 2001, que é considerado o protótipo do R2 moderno.

O especialista Andreas Zapatinas, que recebeu alta do centro de design AlfaRomeo, foi responsável pelo desenvolvimento da aparência deste carro incomum. A parte da frente é feita no estilo "aviação". Os faróis em forma de lágrima do equipamento de iluminação da cabeça, todos os tipos de entradas de ar de formas incomuns - tudo isso parece muito incomum, dado o conservadorismo da Subaru em design. A silhueta é feita usando a técnica de “um movimento” e é enfatizada pela linha das asas. Uma descoberta interessante no exterior: marcadores e maçanetas são feitos juntamente com uma moldura lateral.

A cabine pode acomodar confortavelmente 4 adultos. A decoração interior dará uma sensação de aconchego e conforto. Plástico texturizado de alta qualidade, estofamento de assento agradável, muitos tipos de escotilhas para pequenas coisas - tudo isso dá ao R2 um nível completamente diferente. Nos dispositivos, as setas desaparecem durante uma parada, os indicadores são ampliados, a cor amarela pálida do painel parece boa. Considera-se que os designers abordaram com muito cuidado a qualidade do acabamento, evitando a cor luxuosa, e o acalmaram. Se você abrir o espelho interno na parte traseira da viseira solar, ao mesmo tempo a luz acenderá.

No papel da força motriz principal, é proposto um motor em linha de quatro cilindros com injeção distribuída de gasolina. O volume de trabalho deste motor EN07 é de 658 cm³. A peculiaridade da unidade é que, no Subaru R2, ele é colocado em três versões diferentes (dependendo da modificação do carro).

A mais acessível é a modificação “i”, equipada com este motor com uma árvore de cames (8 válvulas com uma árvore de cames superior), desenvolvendo 46 cavalos de potência.

Em seguida, vem a modificação “R” com um motor do tipo DOHC de 54 cavalos de potência (16 válvulas com 2 árvores de cames na cabeça).

E, finalmente, a opção mais avançada, a modificação S com um motor de alta potência, como o "DOHC Super charger" (turbocompressor e "intercooler"). Potência máxima desenvolvida 64 hp O número de cilindros é 4, duas árvores de cames, o motor está armado com um sistema de admissão forçada SuperCharger. Externamente, um carro com este motor é facilmente distinguido pela entrada de ar no capô.

O Subaru R2 está equipado com um variador de correia em V continuamente variável i-CVT. O variador é atracado com um conversor de torque, que é ativado apenas em relações de transmissão mais baixas (bloqueio). Na modificação “S”, o variador possui um modo de mudança manual chamado Sport shift, e permite alterar as velocidades em um esquema de 7 velocidades.

Suspensão: McPherson dianteiro, semi-independente traseiro (nos braços de arrasto conjugados). Esta suspensão engole perfeitamente solavancos na estrada e proporciona maior conforto de pilotagem. Freios a disco dianteiros (ventilados), tambor traseiro. Direção de cremalheira e pinhão com direção elétrica.

O carro, dependendo da modificação, está equipado com rodas de liga leve com uma dimensão de 14 por 4 1 / 2J (pneus 155 / 65R14) ou 15 por 4 1 / 2J (pneus 155 / 60R15). O círculo de viragem é de 4,7 metros (modificações "S" - 4,8 metros).

Devido ao fato de o R2 pertencer à classe de compactos, a Subaru prestou muita atenção à segurança. O carro já inclui recursos de segurança padrão, como cintos de segurança com pré-tensor e airbags (incluindo airbags laterais). Além disso, o carro utiliza um sistema de assistência à frenagem de emergência. Os freios estabelecidos são R13 e são baseados em discos ventilados. O carro está equipado com distribuição eletrônica da força de frenagem (EBD), bem como um sistema de aviso de bloqueio das rodas (ABS).

O carro é oferecido com várias opções: luz xenon, minidisc / CD player ou CD / trocador, sensor de chuva, porta-copos dianteiros e traseiros, fixadores para cadeira de criança, assento traseiro dobrável e espelhos dobráveis.

Após a estreia, o carro ficou imediatamente disponível em 11 cores. Duas cores foram oferecidas para pintura de interiores.

No final de 2004, a situação mudou um pouco. Restaram onze tons, amarelo pálido (limão) foi substituído por amarelo mais saturado. Mas a mudança mais importante afetou o fato de que uma determinada cor da carroceria ficou “presa” à modificação do carro e da cor do interior. Por exemplo, tons de amarelo, verde e lilás estão disponíveis apenas na modificação “I” (assim como em um interior brilhante). E preto, branco azul na modificação de "R" (com um interior escuro).

Em 2005, o número de cores de base diminuiu de 11 para 8. Ao mesmo tempo, surgiram novos otenkm (verde brilhante, laranja e metálico bege)

No final de 2004, uma modificação foi lançada - R2 Custom. Das diferenças externas do carro em relação a outras modificações do R2, vale destacar os indicadores de direção laterais descoloridos, bem como uma nova forma do para-choque dianteiro, feita de forma agressiva. As portas traseiras e a tampa da bagageira são coloridas, luzes de nevoeiro dianteiras. Um teto de 20 mm de largura torna a condução mais confortável. Para maior segurança, novos apoios de cabeça são instalados na cabine.

Além da capacidade de instalar tração nas quatro rodas (mediante solicitação).

O interior é feito com um espírito esportivo leve, com inúmeras inserções plásticas para metal. A modificação R2 Custom possui um sistema de áudio padrão com rádio CD / MD e FM.

Add a comment